Dez Dias Que Abalaram o Mundo

John Reed

5,00 

Título: Dez Dias Que Abalaram o Mundo
Autor: John Reed
Edição: Avante
Colecção | Nº: Caminhos da Revolução | 5
Ano: 1977
Páginas: 389
Encadernação: Mole
Título Original: Ten Days That Shock The World

Preço: 5€
Portes: 1,50€

 

 

Categorias: , , Etiqueta:

SOBRE
O livro tem dois aspectos: é uma narrativa documentada em primeira mão da Revolução bolchevique, com um sentido dos problemas políticos e uma autenticidade que o tornam uma fonte primordial de conhecimento histórico, e é também um testamento pessoal, o que dá à obra uma dimensão suplementar de convicção e de força emocional.
O histórico transcende o pessoal de forma tão esmagadora que poderá parecer desnecessário justapor os dois elementos. No entanto, a história não é escrita por pessoas de cérebro vazio. O comprometimento de Reed faculta-lhe a compreensão dos acontecimentos, a interpretação do seu significado, a previsão da sua extensão no tempo. O mundo foi abalado, e as consequencias afectam as nossas vidas e são calorosamente disputadas, com palavras e armas e a ameaça de guerra nuclear.


SOBRE O AUTOR

John ReedJohn Silas Reed nasceu em Portland em 22 de outubro de 1887. Ingressa no jornalismo depois de se formar na Universidade de Harvard e torna-se o mais bem pago jornalista da imprensa americana. Em 1913, engaja-se no movimento trabalhista ajudando na organização da greve dos trabalhadores têxteis de Paterson, no estado de Nova Jersey. Nesse ano, é enviado pela revista Metropolitan e pelo jornal New York World para cobrir a revolução mexicana. Dessa cobertura surge um dos livros clássicos do jornalismo, México insurgente, publicado em 1914. “Jack” Reed, durante a Primeira Guerra Mundial, viaja como correspondente ao Leste Europeu (os relatos estão no livro Guerra dos Bálcãs) e, em setembro de 1917, está no epicentro da Revolução Russa, em Petrogrado, cobrindo os acontecimentos. O relato desses fatos decisivos para a história da humanidade aparecem no seu livro mais importante, Dez dias que abalaram o mundo, publicado em 1919. Nesse ano, ele ajuda a fundar o Partido Comunista Operário americano, como dissidência do Partido Socialista. John Reed retorna à Rússia, onde contrai tifo e morre em 19 de outubro de 1920.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar