António Nobre: Correspondência

(…) é, na verdade, um documento humano aquela colecção de cartas e postais inventariados com extrema solicitude, tratados com esmero carinhoso, anotados com diligência exemplar e, sobretudo, prefaciados por quem ninguém, no estudo biográfico, igualou ainda o autor de António Nobre. (…) Quem é que, com mais subtil inteligência e fina sensibilidade, do poeta procurou surpreender a alma, o espírito e a arte? O Prefácio da obra dá evidência ao que havia de intrinsecamente romântico em Nobre, se considerarmos no Romantismo, como rasgo mais característico, a hipertrofia do eu, que, desprendido da sua quase anuladora integração no sistema social clássico, a si próprio se constitui em centro do mundo criado pelo que justamente se chamou o egotismo romântico.

10,00 

10,00 

informação do livro

António Nobre: Correspondência de Guilherme de Castilho. Imprensa Nacional – Casa da Moeda. Lisboa, 1982, 560 págs. Mole.

Alfarrabista


Sem apontamentos.

(…) é, na verdade, um documento humano aquela colecção de cartas e postais inventariados com extrema solicitude, tratados com esmero carinhoso, anotados com diligência exemplar e, sobretudo, prefaciados por quem ninguém, no estudo biográfico, igualou ainda o autor de António Nobre. (…) Quem é que, com mais subtil inteligência e fina sensibilidade, do poeta procurou surpreender a alma, o espírito e a arte? O Prefácio da obra dá evidência ao que havia de intrinsecamente romântico em Nobre, se considerarmos no Romantismo, como rasgo mais característico, a hipertrofia do eu, que, desprendido da sua quase anuladora integração no sistema social clássico, a si próprio se constitui em centro do mundo criado pelo que justamente se chamou o egotismo romântico.

Peso 770 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja