Théâtre Complet VI

Bertolt Brecht (1898-1956)
Dramaturgo, poeta, romancista e ensaísta , nasceu em Augsburg, Alemanha, a 10 de fevereiro de 1898.
Em 1917 iniciou o curso de medicina em Munique, mas logo foi convocado pelo exército, indo trabalhar como enfermeiro num hospital militar. Aquele que se iria tornar uma das mais importantes figuras do teatro do século XX, cedo começou a escrever os seus primeiros poemas e cedo se rebelou contra os “falsos padrões” da arte e da vida burguesa, corroídas pela Primeira Guerra. Tal atitude reflete-se já na sua primeira peça, o drama expressionista “Baal”, de 1918. Colabora com os diretores Max Reinhardt e Erwin Piscator. Em 1928, faz com Kurt Weill a “Ópera de Três Vinténs”. Com a ascensão de Hitler, deixa o país em 1933, e exila-se em países como a Dinamarca e Estados Unidos da América, onde sobrevive à custa de trabalhos para Hollywood. Faz da crítica ao nazismo e à guerra tema de obras como “Mãe coragem e seus filhos” (1939). Dos Estados Unidos, vítima do macartismo, parte em 1947 para a Suíça onde redige o “Pequeno Organon”, suma de sua teoria teatral. Volta à Alemanha em 1948, onde funda, no ano seguinte, em Berlim Leste, a companhia Berliner Ensemble.
Bertolt Brecht destacou-se também na poesia, de forte conteúdo social.
Morreu em Berlim, a 14 de agosto 1956.

5,00 

5,00 

informação do livro

Théâtre Complet VI de Bertolt Brecht. L’ Arche. 1956, 219 págs. Brochado.

Assinatura de posse.

Bertolt Brecht (1898-1956)
Dramaturgo, poeta, romancista e ensaísta , nasceu em Augsburg, Alemanha, a 10 de fevereiro de 1898.
Em 1917 iniciou o curso de medicina em Munique, mas logo foi convocado pelo exército, indo trabalhar como enfermeiro num hospital militar. Aquele que se iria tornar uma das mais importantes figuras do teatro do século XX, cedo começou a escrever os seus primeiros poemas e cedo se rebelou contra os “falsos padrões” da arte e da vida burguesa, corroídas pela Primeira Guerra. Tal atitude reflete-se já na sua primeira peça, o drama expressionista “Baal”, de 1918. Colabora com os diretores Max Reinhardt e Erwin Piscator. Em 1928, faz com Kurt Weill a “Ópera de Três Vinténs”. Com a ascensão de Hitler, deixa o país em 1933, e exila-se em países como a Dinamarca e Estados Unidos da América, onde sobrevive à custa de trabalhos para Hollywood. Faz da crítica ao nazismo e à guerra tema de obras como “Mãe coragem e seus filhos” (1939). Dos Estados Unidos, vítima do macartismo, parte em 1947 para a Suíça onde redige o “Pequeno Organon”, suma de sua teoria teatral. Volta à Alemanha em 1948, onde funda, no ano seguinte, em Berlim Leste, a companhia Berliner Ensemble.
Bertolt Brecht destacou-se também na poesia, de forte conteúdo social.
Morreu em Berlim, a 14 de agosto 1956.

Peso 220 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja