Gramática da Fantasia

«Inventar histórias para crianças e ajudá-las a inventar histórias sozinhas (…) não para que todos se tornem artistas, mas para que ninguém seja escravo.» Foi esta a intenção de Gianni Rodari quando escreveu a “Gramática da Fantasia” (1973): uma obra de referência obrigatória para educadores; uma abordagem sem precedentes à pedagogia contemporânea; o legado, em suma, com o qual transmite a sua ideia revolucionária e libertadora sobre literatura. Com este livro, que teve origem num encontro de professores em que Rodari participou em 1972, o autor propõe a conversão da palavra em jogo, ao mesmo tempo que revela o processo de escrever histórias para crianças, ajudando-as a inventar novos mundos.

A “Gramática da fantasia” dá assim ao leitor a possibilidade de descobrir que todos «podemos entrar no mundo real pela porta principal ou – o que é mais divertido – infiltrarmo-nos por um janelo.»; e está vocacionada não só para docentes e educadores, mas também para todos aqueles que acreditam que a imaginação deve ocupar um papel importante na educação das crianças!

6,00 

6,00 

informação do livro

Gramática da Fantasia de Gianni Rodari. Editorial Caminho. Lisboa, 1999, 221 págs. Mole.

Alfarrabista


Sem apontamentos.

«Inventar histórias para crianças e ajudá-las a inventar histórias sozinhas (…) não para que todos se tornem artistas, mas para que ninguém seja escravo.» Foi esta a intenção de Gianni Rodari quando escreveu a “Gramática da Fantasia” (1973): uma obra de referência obrigatória para educadores; uma abordagem sem precedentes à pedagogia contemporânea; o legado, em suma, com o qual transmite a sua ideia revolucionária e libertadora sobre literatura. Com este livro, que teve origem num encontro de professores em que Rodari participou em 1972, o autor propõe a conversão da palavra em jogo, ao mesmo tempo que revela o processo de escrever histórias para crianças, ajudando-as a inventar novos mundos.

A “Gramática da fantasia” dá assim ao leitor a possibilidade de descobrir que todos «podemos entrar no mundo real pela porta principal ou – o que é mais divertido – infiltrarmo-nos por um janelo.»; e está vocacionada não só para docentes e educadores, mas também para todos aqueles que acreditam que a imaginação deve ocupar um papel importante na educação das crianças!

Peso 300 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja