Estudante Estrangeiro

«Nos grandes bailes, o importante era não chegar só. Tinha de se partir em grupo, de carro desde as associações, para ir buscar as raparigas que, maquilhadas, penteadas, com unhas pintadas e com os seus vestidos compridos, esperavam os seus cavaleiros, ao lado das acompanhantes»

Estudante Estrangeiro de Phillipe Labro

No último ano dos seus estudos secundários, um jovem francês ganha inesperadamente uma bolsa de estudos para uma universidade americana situada num paradisíaco vale da Virginia. Decorrem os anos 50. Permanecendo contra sua vontade o estudante estrangeiro, vai confrontar-se com toda uma vida feita de hábitos, valores e sonhos muito diversos dos que haviam presidido à sua formação. Sem se dar conta, acaba por transgredir tabus e transpor limites. Nesse final de adolescência em que tudo era a primeira vez descobre o amor, primeiro com uma jovem professora negra, depois com uma rica herdeira de Boston, corrosiva e auto-destruidora. O livro, tal como a vida na universidade, é ritmado pelo fluir das estações. A vivência do «estudante estrangeiro é cadenciada pela descoberta das regras que separam ricos e pobres, brancos e negros, astutos e ingénuos, felizes e condenados. Tudo isto numa época marcante na história do “american way of life», o tempo em que começam a emergir formas de comportamento menos ortodoxas que preparam, de certo modo, a explosão de costumes surgida na década seguinte.

5,00 

informação do livro

Título: Estudante Estrangeiro
Autor: Phillipe Labro
Edição: DIFEL
Ano: 1987
Páginas: 262
Encadernação: Mole
Tradução: Ana Rabaça
Depósito Legal: 16588/87

Alfarrabista

 

Assinatura de posse.

No último ano dos seus estudos secundários, um jovem francês ganha inesperadamente uma bolsa de estudos para uma universidade americana situada num paradisíaco vale da Virginia. Decorrem os anos 50. Permanecendo contra sua vontade o estudante estrangeiro, vai confrontar-se com toda uma vida feita de hábitos, valores e sonhos muito diversos dos que haviam presidido à sua formação. Sem se dar conta, acaba por transgredir tabus e transpor limites. Nesse final de adolescência em que tudo era a primeira vez descobre o amor, primeiro com uma jovem professora negra, depois com uma rica herdeira de Boston, corrosiva e auto-destruidora. O livro, tal como a vida na universidade, é ritmado pelo fluir das estações. A vivência do «estudante estrangeiro é cadenciada pela descoberta das regras que separam ricos e pobres, brancos e negros, astutos e ingénuos, felizes e condenados. Tudo isto numa época marcante na história do “american way of life», o tempo em que começam a emergir formas de comportamento menos ortodoxas que preparam, de certo modo, a explosão de costumes surgida na década seguinte.

Peso 300 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja