Longo Caminho Breve

«Sombras em fila, espectros talvez,
desplantam ecos da raiz do chão.
Lembram comboios que vêm e vão
sob túneis de pez.»

Trata-se de uma antologia do autor, reunindo textos poéticos compostos entre 1943 e 1983, a maior parte dos quais já incluídos em obras editadas, como Latitude, Noite de Pedra, Dispersas, Livro de Andar e Ver ou Linhas do Trópico. Encontram-se representadas na seleção duas das vertentes mais conhecidas da poesia de Luís Veiga Leitão: a da poesia de resistência, que possui um dos momentos mais dolorosos em Noite de Pedra, obra que descreve a situação de preso político; e a vertente de impressões de viagem, duas temáticas que se aproximam pela relação com o real que define a sua poesia.

Indisponível

Esgotado

Indisponível

Esgotado

informação do livro

Título: Longo Caminho Breve
Autor: Luís Veiga Leitão
Edição: INCM
Colecção | Nº: Biblioteca de Autores Portugueses
Ano: 1985
Páginas: 148
Encadernação: Mole
Depósito Legal: 9192/85

Alfarrabista

 

Assinatura de posse

Trata-se de uma antologia do autor, reunindo textos poéticos compostos entre 1943 e 1983, a maior parte dos quais já incluídos em obras editadas, como Latitude, Noite de Pedra, Dispersas, Livro de Andar e Ver ou Linhas do Trópico. Encontram-se representadas na seleção duas das vertentes mais conhecidas da poesia de Luís Veiga Leitão: a da poesia de resistência, que possui um dos momentos mais dolorosos em Noite de Pedra, obra que descreve a situação de preso político; e a vertente de impressões de viagem, duas temáticas que se aproximam pela relação com o real que define a sua poesia.

Peso 245 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja
    × How can I help you?