Amo, Logo Existo!

«De tanto te cantar
perdi a Lira.
De tanto te falar
perdi a Voz.
De tanto te alvejar
gastei a Mira.
E de tanto te amar
ficámos Sós.»

Harmoniosa e sonhadora, a poesia de Fernando Cardoso é triste nos seus temas mas luminosa e clara na sua expressão formal. Nela se reflete o tradicional temperamento lírico português, que assinala desde Bernar dim a melancolia e a saudade, a pre cária passagem pela vida e o desalen to de um destino sem rumo. “Meu Campo Verde” é um livro significati vo de permanência de coordenadas da poesia portuguesa. (in Diário de Lisboa, 12-5-63).

10,00 

10,00 

informação do livro

Amo, Logo Existo! de Fernando Cardoso. Portugalnomundo. Lisboa, 1976, 114 págs. Mole. Ilustrações de Rico Sequeira.

Alfarrabista

1ª Edição

Harmoniosa e sonhadora, a poesia de Fernando Cardoso é triste nos seus temas mas luminosa e clara na sua expressão formal. Nela se reflete o tradicional temperamento lírico português, que assinala desde Bernar dim a melancolia e a saudade, a pre cária passagem pela vida e o desalen to de um destino sem rumo. “Meu Campo Verde” é um livro significati vo de permanência de coordenadas da poesia portuguesa. (in Diário de Lisboa, 12-5-63).

Peso 205 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja
    × How can I help you?