Escritor, jornalista, bibliotecário da Biblioteca da Ajuda, oficial da secretaria da Academia Real das Ciências, etc.

N. no Porto a 21 de Novembro de 1836, sendo filho do professor Joaquim da Costa Rama lho Ortigão, oriundo duma nobre família do Algarve.

Fez os seus estudos preparatórios no Porto, e dedicou-se também ao magistério como seu pai. Leccionou no colégio da Lapa, que seu pai dirigia, e sentindo uma grande inclinação para as letras, entrou para a redacção do Jornal do Porto, tomando a seu cargo a secção noticiosa e folhetim. Naquela folha colaboravam então os políticos mais em evidência. Ramalho Ortigão logo se afirmou um espírito cintilante e pitoresco, revelando as altas qualidades que lhe deviam dar nas letras um lugar tão especial. Lançado na vida do jornalismo, e tendo sido nomeado oficial da Academia Real das Ciências, veio em 1879 para Lisboa estabelecer definitiva residência.

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja