Vida Independente (1998-2003)

Não amo a Humanidade na sua feição abstracta e necessariamente ideal. Mais: não sei de que falamos quando falamos de Humanidade. Conheço os meus vizinhos, a minha família, os meus amigos e inimigos. Sou decente com quem devo e implacável com quem não devo. Mas não alimento qualquer ilusão utópica sobre o mundo. Sei que algumas iniquidades não têm uma solução política à espera e que a função de qualquer sociedade civilizada é engendrar os arranjos possíveis e nem sempre os desejados.

6,00 

6,00 

informação do livro

Vida Independente (1998-2003) de João Pereira Coutinho. O Independente. Lisboa, 2004, 204 págs. Dura. Sobrecapa.

Alfarrabista


Sem apontamentos.

Não amo a Humanidade na sua feição abstracta e necessariamente ideal. Mais: não sei de que falamos quando falamos de Humanidade. Conheço os meus vizinhos, a minha família, os meus amigos e inimigos. Sou decente com quem devo e implacável com quem não devo. Mas não alimento qualquer ilusão utópica sobre o mundo. Sei que algumas iniquidades não têm uma solução política à espera e que a função de qualquer sociedade civilizada é engendrar os arranjos possíveis e nem sempre os desejados.

Peso 415 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja