Viagem Até um Novo Campo de Estrelas

«Uma luminosidade branca emana-lhe da fronte aguda, das vestes pardacentas; o vento faz-lhe balouçar as tranças sem cor, sob a luz ciclicamente tão intensa que a imagem parece desfazer-se»

Viagem Até um Novo Campo de Estrelas de António Sá

Sobre este romance, Meio-Irmãos, o primeiro de uma trilogia com o título genérico de Viagem Até Um Novo Campo de Estrelas, e constatando que a sua atmosfera é mais vocacionadamente fantasmática do que científica, pode-se retomar o comentário que, a propósito do livro Histriões (1989), foi publicado em Maio de 1990 no jornal Letras & Letras: “O real absorvido, o inconsciente e o onírico do narrador fundem-se, construindo um real- -outro. É neste real-outro que todas as histórias se desenrolam, de uma forma intimista, e é nele que como leitores mergulhamos em busca de referências.”

6,00 

informação do livro

Título: Viagem Até um Novo Campo de Estrelas
Autor: António Sá
Edição: Vega
Ano: 1999
Páginas: 143
Encadernação: Mole
Depósito Legal: 134282/99
ISBN: 972-699-620-1

Alfarrabista

 

Sem apontamentos

Sobre este romance, Meio-Irmãos, o primeiro de uma trilogia com o título genérico de Viagem Até Um Novo Campo de Estrelas, e constatando que a sua atmosfera é mais vocacionadamente fantasmática do que científica, pode-se retomar o comentário que, a propósito do livro Histriões (1989), foi publicado em Maio de 1990 no jornal Letras & Letras: “O real absorvido, o inconsciente e o onírico do narrador fundem-se, construindo um real- -outro. É neste real-outro que todas as histórias se desenrolam, de uma forma intimista, e é nele que como leitores mergulhamos em busca de referências.”

Peso 185 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja