Vasculices: Crónicas Caricaturadas

Vasculices: Crónicas Caricaturadas de Baltazar de Matos Caeiro

Os portugueses foram sempre de língua solta, de caricatura fácil e de pena leve. Os ditos e as anedotas que nunca esgotam, o cartonismo de um oportunismo impiedoso, a crítica perspicaz e a crónica verrugosa. Cada qual à sua maneira. Jocosas umas, contundentes outras, piegas ainda outras. Verdadeiras farpas no burlesco da política, na pseudo-cultura, no ridículo social, no despautério laboral, que aliás são prática corriqueira das nossas instituições e das nossas gentes. A ironia e o humor são mesmo uma forma de estar! Farão também parte da Cultura Mediterrânica?
A caricatura, no seu mais amplo sentido, seja ela desenhada ou escrita, aparece já nos elementos figurativos da antiga Grécia, nas formas grotescas da Idade Média, nos exageros da Renascença, em todos os períodos revolucionários até aos nossos dias, enfatizando o caricato das personalidades, capaz de provocar subtil introspecção, com eficaz propalação social.

Esgotado

informação do livro

Título: Vasculices: Crónicas Caricaturadas
Autor: Baltazar de Matos Caeiro
Edição: O Mirante
Ano: 2000
Páginas: 232
Encadernação: Mole
Capa: Alfredo Kong
Depósito Legal: 157944/00
ISBN: 972-8585-04-7

Alfarrabista

 

Sem apontamentos

Os portugueses foram sempre de língua solta, de caricatura fácil e de pena leve. Os ditos e as anedotas que nunca esgotam, o cartonismo de um oportunismo impiedoso, a crítica perspicaz e a crónica verrugosa. Cada qual à sua maneira. Jocosas umas, contundentes outras, piegas ainda outras. Verdadeiras farpas no burlesco da política, na pseudo-cultura, no ridículo social, no despautério laboral, que aliás são prática corriqueira das nossas instituições e das nossas gentes. A ironia e o humor são mesmo uma forma de estar! Farão também parte da Cultura Mediterrânica?
A caricatura, no seu mais amplo sentido, seja ela desenhada ou escrita, aparece já nos elementos figurativos da antiga Grécia, nas formas grotescas da Idade Média, nos exageros da Renascença, em todos os períodos revolucionários até aos nossos dias, enfatizando o caricato das personalidades, capaz de provocar subtil introspecção, com eficaz propalação social.

Peso 430 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja