Última Vitória de um Conquistador

Última Vitória de um Conquistador de Camilo Castelo Branco

A ÚLTIMA VITÓRIA DE UM CONQUISTADOR foi publicada no Ecco Popular, em oito folhetins, de 29 de Março a 12 de Abril de 1848, e parece ser a mais antiga novela camiliana. A segunda novela, O ESQUELETO, foi publicada, com assinatura, no Nacional, de 10, 13 e 14 de Julho de 1848. A terceira, LEIAM, foi publicada, com assinatura, em quatro folhetins do Nacional, de 5 a 11 de Setembro de 1849. A sua publicação foi repetida em 1864 no Jornal do Comércio, com esta indicação no final: Porto, 1847, o que constitui decerto erro tipográfico, pois depreende-se de uma passagem da novela que ela foi escrita em 1849, ano da sua publicação. Finalmente a última, MIL POR UM, a que o autor chamou «Romance em dois folhetins», foi publicada, com assinatura, na Gazeta de Portugal, em 13 e 14 de Janeiro de 1863.

6,00 

informação do livro

Última Vitória de um Conquistador de Camilo Castelo Branco. Editorial Inova. 1972. 90 págs. Brochado.

Assinatura de posse.

A ÚLTIMA VITÓRIA DE UM CONQUISTADOR foi publicada no Ecco Popular, em oito folhetins, de 29 de Março a 12 de Abril de 1848, e parece ser a mais antiga novela camiliana. A segunda novela, O ESQUELETO, foi publicada, com assinatura, no Nacional, de 10, 13 e 14 de Julho de 1848. A terceira, LEIAM, foi publicada, com assinatura, em quatro folhetins do Nacional, de 5 a 11 de Setembro de 1849. A sua publicação foi repetida em 1864 no Jornal do Comércio, com esta indicação no final: Porto, 1847, o que constitui decerto erro tipográfico, pois depreende-se de uma passagem da novela que ela foi escrita em 1849, ano da sua publicação. Finalmente a última, MIL POR UM, a que o autor chamou «Romance em dois folhetins», foi publicada, com assinatura, na Gazeta de Portugal, em 13 e 14 de Janeiro de 1863.

Peso 165 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja