Três Ensaios Sobre a Teoria da Sexualidade

«Três ensaios sobre a Teoria da Sexualidade, do fundador da psicanálise, Sigmund Freud, é uma das obras de maior reprecussão no universo da psicologia contemporânea. Texto fundamental para o grande público e para o estudioso, abeira-nos dos fenómenos, ainda hoje tão complexos do comportamento sexual.»

Do prefácio de Sigmund Freud: «Depois de ter ocasião de observar durante dez anos a atitude do público perante este livro, desejaria juntar a esta terceira edição algumas notas que hão de servir para afastar mal entendidos e prevenir as decepções possíveis. Antes de tudo o mais, insistiremos no facto de que a nossa análise se baseia em experiências quotidianas de médico, que o método psicanalítico deve aprofundar, e cujo valor científico ele deve pôr em evidência. Os três ensaios sobre a sexualidade só podem conter o que a psicanálise reconhece ou poderá confirmar. Por isso mesmo parece de excluir que estes ensaios possam originar uma teoria da sexualidade. Compreender-se-á também por que é que não tomámos posição sobre certos problemas essenciais da vida sexual que, no entanto, parecem ter uma grande importância. No entanto, não desejaria se pudesse acreditar que o autor, deliberadamente, ignorou estes problemas, ou os deixou de lado, atribuindo-lhes apenas uma importância secundária.»

Indisponível

Esgotado

Indisponível

Esgotado

informação do livro

Três Ensaios Sobre a Teoria da Sexualidade de Sigmund Freud. Livros do Brasil. Lisboa, s.d. 193 págs. Brochado.

Alfarrabista

 

Assinatura de posse

Do prefácio de Sigmund Freud: «Depois de ter ocasião de observar durante dez anos a atitude do público perante este livro, desejaria juntar a esta terceira edição algumas notas que hão de servir para afastar mal entendidos e prevenir as decepções possíveis. Antes de tudo o mais, insistiremos no facto de que a nossa análise se baseia em experiências quotidianas de médico, que o método psicanalítico deve aprofundar, e cujo valor científico ele deve pôr em evidência. Os três ensaios sobre a sexualidade só podem conter o que a psicanálise reconhece ou poderá confirmar. Por isso mesmo parece de excluir que estes ensaios possam originar uma teoria da sexualidade. Compreender-se-á também por que é que não tomámos posição sobre certos problemas essenciais da vida sexual que, no entanto, parecem ter uma grande importância. No entanto, não desejaria se pudesse acreditar que o autor, deliberadamente, ignorou estes problemas, ou os deixou de lado, atribuindo-lhes apenas uma importância secundária.»

Peso 260 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja