Setembro Que Grande Mês: Os Últimos Dias

Odette Passos y Ortega Más de Saint-Maurice nasceu a 12 de Novembro de 1918, em Lisboa. Ainda criança começou a manifestar uma excepcional vocação literária, tendo publicado o seu primeiro conto infantil antes dos dez anos, num jornal da época. Aos dezoito anos publicou o seu primeiro livro – O Canto da Mocidade – que obteve referências elogiosas na imprensa. Seguiu-se a publicação de vários romances, destinados a um público adulto, e de obras para crianças, todos rapidamente esgotados, que foram consolidando as suas qualidades de escritora. Em meados da década de 50, com a publicação de Um Rapaz às Direitas, inicia a série das suas obras de literatura juvenil, criando, durante cerca de vinte anos, dezenas de títulos sucessivamente esgotados e reeditados. Em paralelo, desenvolve também intensa actividade na antiga Emissora Nacional, na produção de programas juvenis e de folhetins radiofónicos de grande audição nacional. Faleceu a 5 de Janeiro de 1993.
À literatura juvenil, de que foi uma das mais notáveis cultoras, dedicou o melhor do seu trabalho, que um critério elevado e uma feição sadia definem e impõem.

2,50 

2,50 

informação do livro

Setembro Que Grande Mês: Os Últimos Dias de Odette de Saint-Maurice. Editorial Presença. Lisboa, 1972, 279 págs. Mole.

Alfarrabista

Sem apontamentos.

Odette Passos y Ortega Más de Saint-Maurice nasceu a 12 de Novembro de 1918, em Lisboa. Ainda criança começou a manifestar uma excepcional vocação literária, tendo publicado o seu primeiro conto infantil antes dos dez anos, num jornal da época. Aos dezoito anos publicou o seu primeiro livro – O Canto da Mocidade – que obteve referências elogiosas na imprensa. Seguiu-se a publicação de vários romances, destinados a um público adulto, e de obras para crianças, todos rapidamente esgotados, que foram consolidando as suas qualidades de escritora. Em meados da década de 50, com a publicação de Um Rapaz às Direitas, inicia a série das suas obras de literatura juvenil, criando, durante cerca de vinte anos, dezenas de títulos sucessivamente esgotados e reeditados. Em paralelo, desenvolve também intensa actividade na antiga Emissora Nacional, na produção de programas juvenis e de folhetins radiofónicos de grande audição nacional. Faleceu a 5 de Janeiro de 1993.
À literatura juvenil, de que foi uma das mais notáveis cultoras, dedicou o melhor do seu trabalho, que um critério elevado e uma feição sadia definem e impõem.

Peso 205 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja