Sangue na Madrugada

Rogério de Freitas

7,50 

Título: Sangue na Madrugada
Autor: Rogério Freitas
Edição: Arcádia
Colecção | Nº: Autores Portugueses | 18
Ano: 1960
Páginas: 210
Encadernação: Mole

SOBRE
Em SANGUE NA MADRUGADA, Rogério de Freitas ousa ofere cer-nos um contraponto de gerações postas em face dos mesmos problemas e consegue-o com eficácia; nele reconhece mos, poèticamente, os apelos e as agonias que precedem todas as madrugadas. Algumas das figuras femininas deste livro ficarão, sem dúvida, na galeria das criações mais logradas da nova literatura portuguesa.


SOBRE O AUTOR

Rogério de FreitasRogério de Freitas (1910-2001)  Nunca foi à escola. Empregou-se muito novo ainda, como ajudante de engenheiro nas minas de Aljustrel. Pouco tempo, porém, permanece no Alentejo. Em Lisboa, novamente, estuda pintura com Frederico Aires, mas ao seu espírito rebelde repugna-lhe a sujeição. Parte depois para Paris com a família e lá se deixa ficar até aos trinta anos. Teve em França várias profissões. De volta a Portugal, dedica-se ao jornalismo, estreando-se como ficcionista com o livro de contos «A Porta Fechada», em 1952. Três anos mais tarde publica outra mancheia de contos que intitulou de «Um Resto de Esperança». «Tempo de Angústia», seu romance de estreia.

 


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar