Rochedo de Solidão

Glória Marreiros

Indisponível

Título: Rochedo de Solidão
Autor: Glória Marreiros
Edição: Associação dos Poetas Populares do Alentejo e Algarve
Ano: 1988
Páginas: 175
Encadernação: Mole
Capa: Edumundo Falé

Categoria: Etiqueta:

SOBRE
Nos sonetos que dão corpo a este livro palpita a forma de ser mulher, a mulher para quem a poesia é sinónimo de estar viva.
Versos vagos, hesitantes dirão alguns -, mas com que arrebates de uma sensibilidade, quase que avassalan te, que deixa transparecer através dos véus multicores uma existência anterior, e interior, menos colorida. Sente-se que escrever, para Glória Marreiros, é uma das formas de repensar o passado e de projectar o próprio futuro. A Poetisa descreve emoções. Inventa e “vai fazendo de conta’ situações de amor, e tristeza, que deverão ser olha das à luz de um mundo irreal, de criatividade.
O amor, na poesia de Glória Marreiros, adquire por vezes um grito rasgado de exaltações, mas de fino e ardente traço. Plena espiritualidade e sublimação, consumadas apenas na condição de se ser poetisa.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar