Procissões Eborenses

Gabriel Pereira

7,00 

Título: Procissões Eborenses
Autor: Gabriel Pereira
Edição: Minerva Eborense
Colecção | Nº: Estudos Eborenses | 24
Ano: 1890
Páginas: 22
Encadernação: Mole

SOBRE
AS PROCISSÕES NA ANTIGUIDADE. UMA RUA EBORENSE EM FESTA. A PRIMEIRA PROCISSÃO DO SANTISSIMO, DE S. MAMEDE, EM 1564. MASCARAS PREMIADAS. TOUROS DE CAPAS E CORRIDAS DE PATOS. TRAGEDIA REPRESENTADA A PORTA DA IGREJA. OUTRA PROCISSÃO EM S. MAMEDE EM 1656. O SACRO-PROFANO, CARROS, FIGURAS A CAVALLO. SYMBOLISMO E ALLEGORIAS. UMA PROCISSÃO DOS JESUITAS. OS APPARATOS. AS TRADIÇÕES LOCAES NO CORTEJO. COMBATE SIMULADO. JOIAS, COCARES E CARAMINHOLAS. LOAS E HYMNOS.


SOBRE O AUTOR

Gabriel Pereira

(1847 – 1911)

Conservador e Director da Biblioteca Nacional, cargo que exerceu entre 1888 e 1902. encontrou em Évora um conjunto de fundos bibliográficos e arquivísticos assim como um vasto espólio arqueológico de suporte ao seu trabalho enquanto erudito. Dirigiu, juntamente com Enrique Casanova, a revista de arqueologia A Arte Portuguesa (1905). Traduziu do latim os grandes escritores gregos e romanos, nomeadamente Estrabão e Plínio, que caracterizaram a geografia da Península Ibérica. Uma das suas obras mais conhecidas, Estudos Eborenses, constitui uma importante referência para a história da cidade de Évora.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar