Por Uma Escola Projecto

Por Uma Escola Projecto de Bartolomeu Valente

Na I parte deste livro apresenta-se uma experiência real ensaiada numa escola secundária com que se intentou transformar a vida de rotina escolar através da sua reconversão num projecto com múltiplas dimensões e valências, abrangendo toda a comunidade escolar, extravasando desta para os demais estabelecimentos do meio, solicitando depois todas as forças vivas e significativas da comunidade. Tentativa com resultados francamente positivos e mobilizadores, revela-se entretanto que lhe escasseiam meios tanto para prolongar-se e aprofundar-se como para generalizar-se, reconvertendo todo o sistema escolar no País.

Para superar as limitações requer-se o cumprimento de vários requisitos. Em primeiro lugar, um sistema de formação permanente de professores que lhes garanta constante renovação de estímulos, recursos e alternativas. Hoje em dia há já indicadores seguros sobre o modo e conteúdos que deverá implementar para tornar-se eficaz e permitir o que dele se aguarda. É o que se aborda na II parte do livro.

Para que à partida não haja bloqueamentos insuperáveis nos recém-chegados à docência, importa que a formação de professores se torne estimulante e libertadora, em vez de geradora de tensões, revoltas e esgotamentos no domínio da profissionalização em serviço. Como o ponto mais vulnerável é o da observação de aulas estuda-se, e propõe-se um modelo de praticá-las que se revela particularmente adequado às situações de maior bloqueio emocional da relação formador-formando. É o conteúdo da II e IV partes do livro.

5,00 

informação do livro

Título: Por Uma Escola Projecto
Autor: Bartolomeu Valente
Edição: Horizonte
Colecção | Nº: Biblioteca do Educador | 108
Ano: 1988
Páginas: 183
Encadernação: Mole
Depósito Legal: 20929/88

Na I parte deste livro apresenta-se uma experiência real ensaiada numa escola secundária com que se intentou transformar a vida de rotina escolar através da sua reconversão num projecto com múltiplas dimensões e valências, abrangendo toda a comunidade escolar, extravasando desta para os demais estabelecimentos do meio, solicitando depois todas as forças vivas e significativas da comunidade. Tentativa com resultados francamente positivos e mobilizadores, revela-se entretanto que lhe escasseiam meios tanto para prolongar-se e aprofundar-se como para generalizar-se, reconvertendo todo o sistema escolar no País.

Para superar as limitações requer-se o cumprimento de vários requisitos. Em primeiro lugar, um sistema de formação permanente de professores que lhes garanta constante renovação de estímulos, recursos e alternativas. Hoje em dia há já indicadores seguros sobre o modo e conteúdos que deverá implementar para tornar-se eficaz e permitir o que dele se aguarda. É o que se aborda na II parte do livro.

Para que à partida não haja bloqueamentos insuperáveis nos recém-chegados à docência, importa que a formação de professores se torne estimulante e libertadora, em vez de geradora de tensões, revoltas e esgotamentos no domínio da profissionalização em serviço. Como o ponto mais vulnerável é o da observação de aulas estuda-se, e propõe-se um modelo de praticá-las que se revela particularmente adequado às situações de maior bloqueio emocional da relação formador-formando. É o conteúdo da II e IV partes do livro.

Peso 230 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja