Peregrinação de um Sinal

Peregrinação de um Sinal de M. de Abreu Faro

A comunicação é velha como o mundo, mas o aperfeiçoa- mento a que temos vindo a assistir ao longo dos tempos nas formas de comunicar e a sofisticação que o futuro promete nesse domínio levam-nos a prestar especial homenagem às capacidades humanas em matéria de concepção e arte. A Peregrinação de Um Sinal fala das distinções e dos encadeamentos entre os fenómenos da intenção, da invenção e da inovação e oferece uma perspectiva da intervenção do homem na arte e na ciência de comunicar desde os primórdios do telégrafo electromagnético até às fibras ópticas.
Em todos os passos do processo de comunicar existe um mesmo agente o sinal, que se envia e se pretende que seja recebido. Mas por quantas aventuras terá este de passar, em quantas formas se transfigura, até conseguir afirmar-se e ressaltar dos caminhos que percorreu? É desta fascinante peregrinação que trata o presente livro – escrito numa linguagem simultaneamente simples e rigorosa, onde transparece a atitude apaixonada do autor, como claramente sobressai da introdução: […] nas minhas aulas […] nunca enjeitei a oportunidade de harmonizar, comparar, trazer a matemática e a física para o drama e a poesia do homem.»

6,00 

informação do livro

Título: Peregrinação de um Sinal
Autor: M. de Abreu Faro
Edição: Gradiva
Colecção | Nº: Trajectos de Ciência
Ano: 1995
Páginas: 242
Encadernação: Mole
Capa: Armando Lopes
Depósito Legal: 85828/95
ISBN: 972-662-396-0

Alfarrabista

 

Sem apontamentos

A comunicação é velha como o mundo, mas o aperfeiçoa- mento a que temos vindo a assistir ao longo dos tempos nas formas de comunicar e a sofisticação que o futuro promete nesse domínio levam-nos a prestar especial homenagem às capacidades humanas em matéria de concepção e arte. A Peregrinação de Um Sinal fala das distinções e dos encadeamentos entre os fenómenos da intenção, da invenção e da inovação e oferece uma perspectiva da intervenção do homem na arte e na ciência de comunicar desde os primórdios do telégrafo electromagnético até às fibras ópticas.
Em todos os passos do processo de comunicar existe um mesmo agente o sinal, que se envia e se pretende que seja recebido. Mas por quantas aventuras terá este de passar, em quantas formas se transfigura, até conseguir afirmar-se e ressaltar dos caminhos que percorreu? É desta fascinante peregrinação que trata o presente livro – escrito numa linguagem simultaneamente simples e rigorosa, onde transparece a atitude apaixonada do autor, como claramente sobressai da introdução: […] nas minhas aulas […] nunca enjeitei a oportunidade de harmonizar, comparar, trazer a matemática e a física para o drama e a poesia do homem.»

Peso 340 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja