Patrão Bento

Aleixo Ribeiro

7,50 

Título: Patrão Bento
Autor: Aleixo Ribeiro
Edição: Estúdios Cor
Colecção | Nº: Latitude | 50
Ano: 1962
Páginas: 271
Encadernação: Mole
Capa: Manuel Correia

SOBRE
Este romance de Aleixo Ribeiro é todo ele consagrado a um porto de pesca da costa portuguesa. Não nos diz o Autor em que ponto do litoral esse porto se situa, nem isso era ne necessário. Porque as duas personagens principais deste livro – o mar e o homem que dele vive e que nele morre – são, pode dizer-se, iguais em toda a costa. Mais diferem afinal os barcos e as redes.
Patrão Bento, com a sua genuina humanidade, o seu dia a dia, o seu esforço e o seu drama, é bem a epopeia frustre mas real, abnegada e por vezes trágica, dos pescadores que o Autor tão bem mostra conhecer porque com eles conviveu.


SOBRE O AUTOR
Aleixo Ribeiro

Aleixo Ribeiro

(1899-1977)

Jornalista, homem de cinema e romancista, teve uma evolução literária curiosa, pois, começando por ser influenciado por Eugénio de Castro, publicou os seus primeiros livros de poesia ainda muito dentro da atmosfera simbolista, aproximou-se do modernismo e, durante o período em que colaborou e manteve relações com a gente da Presença, escreveu uma obra, Bússola Doida, que, segundo João Gaspar Simões, é «o primeiro romance português a propósito do qual a invocaçcão do nome de Marcel Proust não seria descabida», acabando por se afirmar como ficcionista numa linha em que sobressaem alguns dos temas e preocupações mais fortes do neo-realismo, com uma série de romances populistas situados de preferência nos bairros pobres de Lisboa.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar