Evangelhos e a Crítica Moderna

Os Evangelhos constituem um documento fundamental para a reivindicação histórica de Jesus Cristo, da sua doutrina e da sua natureza humana e divina. Por isso, desde os primeiros séculos do Cristianismo, a éles se encostaram os apologetas cristãos, como a coluna inamovivel. A fim de legitimar, racionalmente, tal atitude, a ciência procurou, desde a primeira hora, evidenciar o seu valor testemunhal, à luz da critica interna e externa dos textos recebidos. Êsse esforço não foi vão. À medida que o estudo progrediu, as provas, que desde a primeira hora se apresentavam plena mente satisfatórias, para espíritos razoáveis e cordatos, tornaram-se insofismáveis para os críticos mais exigentes, na confirmação da genuïnidade ou autenticidade, integridade e historicidade substancial dos livros evangélicos.

Os Evangelhos constituem um documento fundamental para a reivindicação histórica de Jesus Cristo, da sua doutrina e da sua natureza humana e divina. Por isso, desde os primeiros séculos do Cristianismo, a éles se encostaram os apologetas cristãos, como a coluna inamovivel. A fim de legitimar, racionalmente, tal atitude, a ciência procurou, desde a primeira hora, evidenciar o seu valor testemunhal, à luz da critica interna e externa dos textos recebidos. Êsse esforço não foi vão. À medida que o estudo progrediu, as provas, que desde a primeira hora se apresentavam plena mente satisfatórias, para espíritos razoáveis e cordatos, tornaram-se insofismáveis para os críticos mais exigentes, na confirmação da genuïnidade ou autenticidade, integridade e historicidade substancial dos livros evangélicos.

Indisponível

Esgotado

Indisponível

Esgotado

informação do livro

Título: Os Evangelhos e a Crítica Moderna
Autor: João Leal,
Edição: Livraria Apostolado da Imprensa
Ano: 1945
Páginas: 302
Encadernação: Mole
Tradução: António Garcia

Os Evangelhos constituem um documento fundamental para a reivindicação histórica de Jesus Cristo, da sua doutrina e da sua natureza humana e divina. Por isso, desde os primeiros séculos do Cristianismo, a éles se encostaram os apologetas cristãos, como a coluna inamovivel. A fim de legitimar, racionalmente, tal atitude, a ciência procurou, desde a primeira hora, evidenciar o seu valor testemunhal, à luz da critica interna e externa dos textos recebidos. Êsse esforço não foi vão. À medida que o estudo progrediu, as provas, que desde a primeira hora se apresentavam plena mente satisfatórias, para espíritos razoáveis e cordatos, tornaram-se insofismáveis para os críticos mais exigentes, na confirmação da genuïnidade ou autenticidade, integridade e historicidade substancial dos livros evangélicos.

Peso 285 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja