O Silêncio e a Vida

Joaquim Maria Pacheco Neves nasceu em Vila do Conde, a 11 de Junho de 1910, filho do farmacêutico Tadeu Eurico Pereira Neves e Maria da Conceição Maia Pacheco Neves. Desde cedo, demonstrou interesse pela literatura e pela história, escrevendo poesia e prosa enquanto frequentava o Liceu Nacional de Sá de Miranda, em Guimarães.

Em 1932, concluiu a licenciatura em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto com distinção. Após o internato, exerceu medicina clínica na sua terra natal, Vila do Conde, durante mais de 50 anos, dedicando-se com paixão à sua profissão e aos seus pacientes.

Em paralelo à sua carreira médica, Pacheco Neves dedicou-se à literatura, publicando o seu primeiro livro de contos, “Contos do Amanhã”, em 1934. Ao longo da sua vida, escreveu prolificamente em diversos géneros literários, incluindo contos, romances, crónicas, peças de teatro, memórias e ensaios históricos.

A obra de Pacheco Neves é marcada pela sua sensibilidade humana, humor subtil e profunda ligação à sua terra natal, Vila do Conde. Entre os seus trabalhos mais célebres estão os romances “Diana, a do Paço Velho” (1945), “O Meu Amigo Alfredinho” (1953) e “Luís Afonso Baldaia: O Despertar” (1967).

Ao longo da sua carreira, Pacheco Neves recebeu diversos prémios literários, incluindo o Prémio Nacional de Novela (1954) e o Prémio Ricardo Malheiros (1968). A sua obra foi traduzida para várias línguas e é considerada um marco importante na literatura portuguesa do século XX.

7,50 

7,50 

informação do livro

O Silêncio e a Vida de Joaquim Pacheco Neves. Tipografia A Portuense. Porto, 1964, 301 págs. Mole.

Alfarrabista


Sem apontamentos.

Joaquim Maria Pacheco Neves nasceu em Vila do Conde, a 11 de Junho de 1910, filho do farmacêutico Tadeu Eurico Pereira Neves e Maria da Conceição Maia Pacheco Neves. Desde cedo, demonstrou interesse pela literatura e pela história, escrevendo poesia e prosa enquanto frequentava o Liceu Nacional de Sá de Miranda, em Guimarães.

Em 1932, concluiu a licenciatura em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto com distinção. Após o internato, exerceu medicina clínica na sua terra natal, Vila do Conde, durante mais de 50 anos, dedicando-se com paixão à sua profissão e aos seus pacientes.

Em paralelo à sua carreira médica, Pacheco Neves dedicou-se à literatura, publicando o seu primeiro livro de contos, “Contos do Amanhã”, em 1934. Ao longo da sua vida, escreveu prolificamente em diversos géneros literários, incluindo contos, romances, crónicas, peças de teatro, memórias e ensaios históricos.

A obra de Pacheco Neves é marcada pela sua sensibilidade humana, humor subtil e profunda ligação à sua terra natal, Vila do Conde. Entre os seus trabalhos mais célebres estão os romances “Diana, a do Paço Velho” (1945), “O Meu Amigo Alfredinho” (1953) e “Luís Afonso Baldaia: O Despertar” (1967).

Ao longo da sua carreira, Pacheco Neves recebeu diversos prémios literários, incluindo o Prémio Nacional de Novela (1954) e o Prémio Ricardo Malheiros (1968). A sua obra foi traduzida para várias línguas e é considerada um marco importante na literatura portuguesa do século XX.

Peso 245 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja