O Príncipe – O Anti Maquiavel

Maquiavel

7,00 

Título: O Príncipe – O Anti Maquiavel
Autor: Maquiavel
Edição: Guimarães Editores
Colecção | Nº: Filosofia e Ensaios
Ano: 1955
Páginas: 290
Encadernação: Mole
Tradução: Tradução de Soveral
Título Original: Il Principe | Essai de Critique Sur Machiavel

Categorias: , Etiqueta:

SOBRE
Envolto nas auras do Renascimento, Maquiavel – o homem e a obra, está muito longe de fruir de clareza no espírito do público e da crítica que se lhe têm dedicado. Figura opulenta de aspectos, mereceu a atenção tanto de grandes personagens da política concreta, como Cris tina da Suécia, Frederico da Prússia, Napoleão, Lenine, Mussolini, o Conde Sforza, como de escritores, entre os quais avultam os nomes de Villari e Oreste Tommasini, como de estudiosos ocupados na mais alta filosofia moral e naquilo a que amplamente se poderá chamar a antropologia. É enorme o interesse de Maquiavel como expressão de uma época. Daí que ele assuma singular importância, do ponto de vista culturológico. E o interesse referido é amparado, ou acrescido, por uma expressão verbal aliciantíssima que torna o secretário do governo de Florença assaz que rido literàriamente do grande público. Os temas maquiavélicos permanentes na cultura europeia-, voltam a estar agudamente na ordem do dia. Decerto, existe vincada afinidade entre o tempo italiano de Maquiavel e aquele que hoje vivemos em toda a Europa. A visão que, por exemplo, tem o florentino do parentesco entre a política e a guerra, casa-se com aquela a que, pelas circunstâncias, são conduzidos os homens deste meado do século.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar