Imperialismo Europeu

Heinz Gollwitzer

Indisponível

Título: O Imperialismo Europeu (1880-1914)
Autor: Heinz Gollwitzer
Edição: Verbo
Ano: 1969
Páginas: 221
Encadernação: Dura
Tradução: António Gonçalves Mattoso
Título Original: Europe in the Age of Imperialism

SOBRE
Epoca alguma pode reduzir-se a um só denominador comum. Empregar o conceito «idade imperialistas significa analisar e pôr em relevo as principais correntes de certa era; significa estabe lecer uma relação entre ideias largamente espalhadas, entre ati tudes políticas e económicas, entre pontos de vista sociais, cien tíficos e literários. Por outras palavras: depois de haver mostrado que esta época teve o seu «estilo particular e afinidades espirituais supranacionais, trata-se de pôr em evidência as realizações e efeitos do pensamento e da acção imperialista. Isto, porém, não quer dizer que possamos julgar completamente uma época ser vidos apenas por estes processos. Além de não ser possível ter uma perfeita visão de conjunto de determinado período senão depois de decorrido certo tempo, entre 1880 e a Primeira Guerra Mundial, produziram-se acontecimentos e catástrofes que, embora incluídos entre os fatores determinantes do imperialismo, devem, primeiramente, ser considerados como fenómenos independentes. Citaremos, como exemplo, a emancipação dos trabalhadores, das mulheres e da juventude; o progresso técnico e industrial; os novos horizontes culturais; o declínio da fé cristã e da autoridade da Igreja sobre os homens. Além disso, durante a época imperialista, houve, em cada Estado, pelo menos tan tos anti-imperialistas como imperialistas convictos não con tando já com a grande massa dos indiferentes. Por outro lado, muitos Estados, pequenos ou médios, que não possuíam coló nias, não foram, de principio, postos perante estes problemas, embora mais tarde – pelo menos no decurso da Primeira Guerra Mundial se tenham visto envolvidos na política imperialista.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar