O Feitiço da Cama

Ao apresentarmos este contista aos leitores portugueses, abrindo sempre que as circunstâncias o permitam, ou aconselhem, o nosso leque de escritores ao que é a “língua portuguesa”, queremos sublinhar, desde já, que Agostinho Macedo Gomes revela, na sua estreia como narrador em livro, uma coloquialidade e uma desenvoltura de estilo verdadeiramente invulgares. E à ideia de facilidade de escrita (que o coloca talvez na linha que separa (ou une?) o jornalismo e a literatura), não podemos deixar de evidenciar que a fluência e a rapidez dos textos são envolvidos por um marcado gosto de insólito na construção das “histórias”, a sua atmosfera alucinante, perturbadora e conflituosa. Conflituosa a dois níveis: o do autor, que manobra em terrenos eróticos e macabros como se disso tirasse prazer e também uma certa angústia; e o do leitor, que se verá confrontado com algumas obsessões curiosíssimas e uma técnica narrativa povoada de elipses, cortes e transfigurações.
O FEITIÇO DA CAMA (título que, de certo modo, resume as coordenadas temáticas deste conjunto de contos) revê- la, para nossa satisfação. um novo autor da “língua portuguesa”.

Indisponível

Esgotado

Indisponível

Esgotado

informação do livro

O Feitiço da Cama de Agostinho Macedo Gomes. Bertrand Editora. 1985. 112 págs. Brochado.

Ao apresentarmos este contista aos leitores portugueses, abrindo sempre que as circunstâncias o permitam, ou aconselhem, o nosso leque de escritores ao que é a “língua portuguesa”, queremos sublinhar, desde já, que Agostinho Macedo Gomes revela, na sua estreia como narrador em livro, uma coloquialidade e uma desenvoltura de estilo verdadeiramente invulgares. E à ideia de facilidade de escrita (que o coloca talvez na linha que separa (ou une?) o jornalismo e a literatura), não podemos deixar de evidenciar que a fluência e a rapidez dos textos são envolvidos por um marcado gosto de insólito na construção das “histórias”, a sua atmosfera alucinante, perturbadora e conflituosa. Conflituosa a dois níveis: o do autor, que manobra em terrenos eróticos e macabros como se disso tirasse prazer e também uma certa angústia; e o do leitor, que se verá confrontado com algumas obsessões curiosíssimas e uma técnica narrativa povoada de elipses, cortes e transfigurações.
O FEITIÇO DA CAMA (título que, de certo modo, resume as coordenadas temáticas deste conjunto de contos) revê- la, para nossa satisfação. um novo autor da “língua portuguesa”.

Peso 180 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja