Caminho do Oriente

Jaime do Inso

10,00 

Título: O Caminho do Oriente
Autor: Jaime do Inso
Edição: Instituto Cultural de Macau
Ano: 1996
Páginas: 209

SOBRE
Foi considerado durante demasiado tempo um escritor maldito e, talvez por isso, excluído do cânone literário oitocentista. No entanto, a modernidade reconheceu que as seis narrativas recolhidas neste volume, onde sobressai o cuidadoso encadeamento da intriga e uma linguagem inconfundível, são uma das experiências mais notáveis do romantismo português. Nelas, o fantástico, expressão do lado obscuro e inquietante da mente, entrecruza-se de forma inesperada e surpreendente com o exótico, a ironia e o humor negro. Um dos contos apresentados neste livro, Os Canibais é talvez familiar aos leitores, pois foi adaptado ao cinema por Manoel de Oliveira.


SOBRE O AUTOR

Oficial da marinha, foi um dos autores que mais escreveu sobre a presença portuguesa no Oriente, especialmente na China e em Macau, onde viveu entre 1927 e 1929. Manteve correspondência com Wenceslau de Moraes. Conferencista, tem também colaboração em vários jornais. A O Caminho do Oriente (1932), sua única obra de ficção, foi atribuído o 2º. prémio ex-aequo de Literatura Colonial em 1931. Participou na pacificação de Timor em 1912 ao comando da canhoneira Pátria. Foi nomeado director da Biblioteca e do Museu da Marinha em 1948, tendo passado à reforma em 1950.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar