Marcos da Arte Portuguesa

Marcos da Arte Portuguesa de António Martinho Baptista

Estes “Marcos da Arte Portuguesa” não pretendem mais do que assinalar um itinerário, um dos muitos que é possível traçar, através do fascinante território da arte portuguesa. Seguindo um percurso cronológico não demasiado rígido, este pequeno guia conduz o olhar por alguns dos momentos culminantes da nossa arte. Prosseguindo a metáfora que o título da obra sugere e quase impõe, diríamos que estes “Marcos” não nos guiam numa expedição ou viagem de estudo, mas tão-somente num despreocupado passeio. Despreocupado, mas agradável e útil esperamos. As imagens são sempre comentadas por textos de autores especializados. Por isso, a despretensiosidade que atrás manifestámos não se exerce em prejuízo do rigor científico, mas sim em proveito do objectivo didáctico a que nos propusemos. Pensamos que este olhar sobre um conjunto de obras, que constituem uma eloquente demonstração da pujança e da riqueza do nosso património artístico, possa captar o público de maior sensibilidade para um estudo mais aprofundado da história da arte.

15,00 

informação do livro

Título: Marcos da Arte Portuguesa
Autor: António Martinho Baptista, [et al]
Edição: ALFA
Ano: 1986
Páginas: 154
Encadernação: Dura
Depósito Legal: B. 10.516-1986

Estes “Marcos da Arte Portuguesa” não pretendem mais do que assinalar um itinerário, um dos muitos que é possível traçar, através do fascinante território da arte portuguesa. Seguindo um percurso cronológico não demasiado rígido, este pequeno guia conduz o olhar por alguns dos momentos culminantes da nossa arte. Prosseguindo a metáfora que o título da obra sugere e quase impõe, diríamos que estes “Marcos” não nos guiam numa expedição ou viagem de estudo, mas tão-somente num despreocupado passeio. Despreocupado, mas agradável e útil esperamos. As imagens são sempre comentadas por textos de autores especializados. Por isso, a despretensiosidade que atrás manifestámos não se exerce em prejuízo do rigor científico, mas sim em proveito do objectivo didáctico a que nos propusemos. Pensamos que este olhar sobre um conjunto de obras, que constituem uma eloquente demonstração da pujança e da riqueza do nosso património artístico, possa captar o público de maior sensibilidade para um estudo mais aprofundado da história da arte.

Peso 1001 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja