Indústria, Ideologia e Quotidiano

João Martins Pereira

7,50 

Título: Indústria, Ideologia e Quotidiano
Autor: João Martins Pereira
Edição: Afrontamento
Colecção | Nº: Luta de Classes
Ano: 1974
Páginas: 248
Encadernação: Mole
Capa: João B.
Título Completo: Indústria, Ideologia e Quotidiano (ensaio sobre o capitalismo em Portugal)

 

DESCRIÇÃO
A indústria é um lugar privilegiado de estudo de uma formação social em que é dominante o modo de produção capitalista. Com efeito, é, historicamente, a entrada maciça do capital na produção industrial que marca o início do processo que conduz ao seu domínio (do capital) sobre todos os outros sectores e ao poder político da burguesia: a indústria vai constituir a base de acumulação e o constante fermento da luta de classes. Entre nós tal processo encontra-se concluído, o que de nenhum modo significa que Portugal seja um pais plenamente “industrializado”. Numerosos factores levaram a que a burguesia portuguesa permanecesse semi-atrofiada e se debatesse ainda, no último terço do século XX, sobre a orientação política que melhor considaria os seus interesses a longo prazo, inibida por fantasmas ideológicos persistentes que a impediam de assumir, no quadro do capitalismo mundial, a situação de dependência que fatalmente lhe cabe. Daí a importância de, antes de prócer a uma análise sobre a indústria portuguesa, nos debruçarmos sobre as “condicionantes ideológicas” que têm vindo a determinar as várias formas de abordar tais questões.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar