Hotel Problemski

Ce, páginas são sufientes para Verhulst derrubar o leitor mais forte de uma forma que a imprensa escrita ou as câmaras dos fotógrafos jamais conseguiriam, graças à sua pespectiva narrativa e à utilização de um registo provacatório. Raríssimas vezes nos foi apresentado algo tão armargo e tão corrosivo como uqe Verhulst nos oferece neste livro.

A pedido da revista “Deus ex Machina”, Dimitri Verhulst – um dos mais proeminentes escritores flamengos da actualidade – deixou-se internar durante alguns dias no Centro de Acolhimento de Arendonk (Bélgica). O resultado foi uma reportagem para a revista, mas o que ali tinha visto não o abandonava: as pessoas cujos dias e sonhos são embebidos pelos horrores do que passaram; as tensões entre os vários grupos étnicos, as condições humilhantes no centro, os contactos com os traficantes de homens e as tentativas de fuga desesperadas – por vezes em contentores de carga onde a falta de oxigénio leva à morte.
Assim nasceu Problemski Hotel, politicamente incorrecto, descomprometido, sem rodeios. Bipul Masli é um fotógrafo da Somália que se encontra detido num Centro de Apoio para Refugiados na Bélgica. Com um espírito mordaz e corrosivo, relata o quotidiano do centro: homens e mulheres oriundos dos países mais pobres do mundo, forçados a conviver enquanto aguardam por um visto, que nunca chega, que lhes abra as portas para uma vida hipoteticamente melhor.

6,00 

informação do livro

Título: Hotel Problemski
Autor: Dimitri Verhulst
Edição: Mercado de Letras
Colecção | Nº: As Letras dos Outros
Ano: 2008
Páginas: 130
Encadernação: Mole
Tradução: Eugénia Antunes
Título Original: Hotel Problemski
Depósito Legal: 283918/08
ISBN: 978-972-8834-17-3

Alfarrabista

 

Sem apontamentos

A pedido da revista “Deus ex Machina”, Dimitri Verhulst – um dos mais proeminentes escritores flamengos da actualidade – deixou-se internar durante alguns dias no Centro de Acolhimento de Arendonk (Bélgica). O resultado foi uma reportagem para a revista, mas o que ali tinha visto não o abandonava: as pessoas cujos dias e sonhos são embebidos pelos horrores do que passaram; as tensões entre os vários grupos étnicos, as condições humilhantes no centro, os contactos com os traficantes de homens e as tentativas de fuga desesperadas – por vezes em contentores de carga onde a falta de oxigénio leva à morte.
Assim nasceu Problemski Hotel, politicamente incorrecto, descomprometido, sem rodeios. Bipul Masli é um fotógrafo da Somália que se encontra detido num Centro de Apoio para Refugiados na Bélgica. Com um espírito mordaz e corrosivo, relata o quotidiano do centro: homens e mulheres oriundos dos países mais pobres do mundo, forçados a conviver enquanto aguardam por um visto, que nunca chega, que lhes abra as portas para uma vida hipoteticamente melhor.

Peso 255 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja