Fragmentos do Apocalipse

Fragmentos do Apocalipse de Gonzalo Torrente Ballester

Sobre um autor como Gonzalo Torrente Ballester o que apetece perguntar, de imediato, é como foi possível o leitor português ter ficado privado dele durante tanto tempo. É que só recentemente se atentou na obra espantosa – é o termo – de Ballester, uma das presenças verdadeiramente grandes da literatura espanhola. Este romance que se chama Fragmentos de Apocalipse, mais que multifacetado, tem como protagonista um escritor que constrói um livro e que, nesse processo, vai apresentando constantemente novas alternativas e sugestões, num emaranhado extremamente hábil e sedutor de histórias e experiências que se poderiam dizer centrípetas se este voraz projecto tivesse outro centro que não fosse o da sua magnífica escrita.

7,00 

informação do livro

Fragmentos do Apocalipse de Gonzalo Torrente Ballester. Editorial Caminho. 1991. 307 págs. Brochado.

Alfarrabista

 

Sem apontamentos

Sobre um autor como Gonzalo Torrente Ballester o que apetece perguntar, de imediato, é como foi possível o leitor português ter ficado privado dele durante tanto tempo. É que só recentemente se atentou na obra espantosa – é o termo – de Ballester, uma das presenças verdadeiramente grandes da literatura espanhola. Este romance que se chama Fragmentos de Apocalipse, mais que multifacetado, tem como protagonista um escritor que constrói um livro e que, nesse processo, vai apresentando constantemente novas alternativas e sugestões, num emaranhado extremamente hábil e sedutor de histórias e experiências que se poderiam dizer centrípetas se este voraz projecto tivesse outro centro que não fosse o da sua magnífica escrita.

Peso 345 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja