Fisiologia e Bioquímica da Respiração das Plantas Superiores

Na sua acepção corrente, a respiração é entendida nos animais como a acção de inspirar e expirar o ar. Dentro dum critério mais amplo, mas ainda alheio ao fulcro do processo, o termo engloba também os mecanismos envolvidos na obtenção do oxigénio do ar e na eliminação do dióxido de carbono, assim como a condução destes gases do exterior para os tecidos e destes para o exterior.
O facto de na sua acepção vulgar a respiração incluir o acto de expirar ou seja uma exalar ou sopro, que é o mais óbvio sinal de vida no homem, teve como consequência que, desde os tempos pré -históricos, se estabeleceu uma associação mental entre vida e respiração ao ponto de no grego antigo, no latim e no hebreu a palavra que inicialmente denotava sopro viria mais tarde a significar vida e, subsequentemente ainda, princípio de vida, alma e também espírito.

Fisiologia e Bioquímica da Respiração das Plantas Superiores de José Contreiras

Na sua acepção corrente, a respiração é entendida nos animais como a acção de inspirar e expirar o ar. Dentro dum critério mais amplo, mas ainda alheio ao fulcro do processo, o termo engloba também os mecanismos envolvidos na obtenção do oxigénio do ar e na eliminação do dióxido de carbono, assim como a condução destes gases do exterior para os tecidos e destes para o exterior.
O facto de na sua acepção vulgar a respiração incluir o acto de expirar ou seja uma exalar ou sopro, que é o mais óbvio sinal de vida no homem, teve como consequência que, desde os tempos pré -históricos, se estabeleceu uma associação mental entre vida e respiração ao ponto de no grego antigo, no latim e no hebreu a palavra que inicialmente denotava sopro viria mais tarde a significar vida e, subsequentemente ainda, princípio de vida, alma e também espírito.

5,00 

informação do livro

Título: Fisiologia e Bioquímica da Respiração das Plantas Superiores
Autor: José Contreiras
Edição: Fundação Calouste Gulbenkian
Ano: 1992
Páginas: 312
Encadernação: Mole
Depósito Legal: 63719/93
ISBN: 972-31-0566-7

Na sua acepção corrente, a respiração é entendida nos animais como a acção de inspirar e expirar o ar. Dentro dum critério mais amplo, mas ainda alheio ao fulcro do processo, o termo engloba também os mecanismos envolvidos na obtenção do oxigénio do ar e na eliminação do dióxido de carbono, assim como a condução destes gases do exterior para os tecidos e destes para o exterior.
O facto de na sua acepção vulgar a respiração incluir o acto de expirar ou seja uma exalar ou sopro, que é o mais óbvio sinal de vida no homem, teve como consequência que, desde os tempos pré -históricos, se estabeleceu uma associação mental entre vida e respiração ao ponto de no grego antigo, no latim e no hebreu a palavra que inicialmente denotava sopro viria mais tarde a significar vida e, subsequentemente ainda, princípio de vida, alma e também espírito.

Peso 470 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja