Entre Dois Universos

O entusiasmo despertado pela moderna revolução científica e a tristeza infundida pelos preparativos de nova guerra são os sentimentos dominantes na atmosfera contraditória deste livro-como o oxigénio e o azote no ar que respiramos. Num intróito anedótico o autor faz uma perquirição sobre os estragos da doença e da velhice no poder de penetração e na clareza do pensamento. Depois parte para uma longa excursão acerca da maneira de conceber a história, à qual sucede um relance pelas novas correntes de filosofia da história. E à luz desta disciplina considera o que a muitos parece o obstáculo maior à paz e à segurança: o antagonismo Leste-Oeste. Do mundo pequeno dos factos quotidianos, das paixões e dos interesses ergue-se novamente à esfera das ideias puras e condensa numa simples noção gramatical- «vida, palavra sem antónimos mais um elemento essencial da sua concepção da morte, exposta já em livros anteriores. Por fim, regressando ao seu dilecto processo anedótico, deduz uma fórmula sintética da condição humana, tal qual se lhe mostrou numa «viagem à volta do homem». Todo o livro expressa um esforço dialéctico de apazigua mento interior, pedindo ao entusiasmo pela obra da inteligência razões de confiar na espécie humana, novo gosto de viver e defesa sorridente contra os absurdos da existência.

O entusiasmo despertado pela moderna revolução científica e a tristeza infundida pelos preparativos de nova guerra são os sentimentos dominantes na atmosfera contraditória deste livro-como o oxigénio e o azote no ar que respiramos. Num intróito anedótico o autor faz uma perquirição sobre os estragos da doença e da velhice no poder de penetração e na clareza do pensamento. Depois parte para uma longa excursão acerca da maneira de conceber a história, à qual sucede um relance pelas novas correntes de filosofia da história. E à luz desta disciplina considera o que a muitos parece o obstáculo maior à paz e à segurança: o antagonismo Leste-Oeste. Do mundo pequeno dos factos quotidianos, das paixões e dos interesses ergue-se novamente à esfera das ideias puras e condensa numa simples noção gramatical- «vida, palavra sem antónimos mais um elemento essencial da sua concepção da morte, exposta já em livros anteriores. Por fim, regressando ao seu dilecto processo anedótico, deduz uma fórmula sintética da condição humana, tal qual se lhe mostrou numa «viagem à volta do homem». Todo o livro expressa um esforço dialéctico de apazigua mento interior, pedindo ao entusiasmo pela obra da inteligência razões de confiar na espécie humana, novo gosto de viver e defesa sorridente contra os absurdos da existência.

7,00 

7,00 

informação do livro

Título: Entre Dois Universos
Autor: Fidelino de Figueiredo
Edição: Guimarães
Colecção | Nº: Filosofia e Ensaios
Ano: 1959
Páginas: 278
Encadernação: Mole

O entusiasmo despertado pela moderna revolução científica e a tristeza infundida pelos preparativos de nova guerra são os sentimentos dominantes na atmosfera contraditória deste livro-como o oxigénio e o azote no ar que respiramos. Num intróito anedótico o autor faz uma perquirição sobre os estragos da doença e da velhice no poder de penetração e na clareza do pensamento. Depois parte para uma longa excursão acerca da maneira de conceber a história, à qual sucede um relance pelas novas correntes de filosofia da história. E à luz desta disciplina considera o que a muitos parece o obstáculo maior à paz e à segurança: o antagonismo Leste-Oeste. Do mundo pequeno dos factos quotidianos, das paixões e dos interesses ergue-se novamente à esfera das ideias puras e condensa numa simples noção gramatical- «vida, palavra sem antónimos mais um elemento essencial da sua concepção da morte, exposta já em livros anteriores. Por fim, regressando ao seu dilecto processo anedótico, deduz uma fórmula sintética da condição humana, tal qual se lhe mostrou numa «viagem à volta do homem». Todo o livro expressa um esforço dialéctico de apazigua mento interior, pedindo ao entusiasmo pela obra da inteligência razões de confiar na espécie humana, novo gosto de viver e defesa sorridente contra os absurdos da existência.

Peso 240 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja