Eça de Queiroz – Emília Castro: Correspondência Epistolar

A. Campos Matos

Indisponível

Título: Eça de Queiroz – Emília Castro: Correspondência Epistolar
Autor: A. Campos Matos
Edição: Lello
Ano: 1996
Páginas: 825
Encadernação: Dura
Capa: A. Campos Matos
ISBN: 972-48-1694-X

Categoria: Etiqueta:

SOBRE
Raros autores na literatura portuguesa foram até hoje tão estudados, investigados, inquiridos, em todas as suas facetas e aspectos como Eça de Queiroz. A sua vida e obra têm suscitado em Portugal e no estrangeiro um enorme número de trabalhos, sendo a análise da sua produção, nos últimos anos, feita sobretudo na área dos estudos e congressos universitários. E, no entanto, decorrido quase um século sobre a sua morte, só agora se torna possível estudar mais de perto e mais fundamentadamente uma figura cimeira na sua vida, presença constante de quinze anos,- Emília de Castro, sua mulher, cuja personalidade deu origem a interpretações controversas e de que até agora possuíamos escassos documentos directos de informação. O que hoje se apresenta pela primeira vez a público são dois acervos da sua correspondência privada, o primeiro constituído por 391 cartas escritas entre 1885, ano do noivado, e 1900, ano da morte de Eça de Queiroz. Este primeiro conjunto pertence à Fundação Eça de Queiroz, com sede na Quinta de Vila Nova, em Santa Cruz do Douro, ou seja, a Tormes de A Cidade e as Serras. O segundo acervo é constituído por quarenta e sete missivas depositadas na Biblioteca Nacional nos espólios de Oliveira Martins, Ramalho Ortigão, Batalha Reis e Luís de Magalhães, seus destinatários, a maioria das quais escritas já durante a viuvez.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar