Discurso Directo

David Mourão-Ferreira

15,00 

Título: Discurso Directo
Autor: David Mourão-Ferreira
Edição: Guimarães
Ano: 1969
Páginas: 203
Encadernação: Mole
Obs.: 1ª Edição.

SOBRE
O leitor não deixa de ficar com uma certa sensação de dispersão, tal a variedade de perspectivas e focagens, tal a maleabilidade do método, tal a velocidade buliçosa da escrita. O que é realmente agradável é ver David Mourão-Ferreira aceitar inteiramente essa dispersão, não a iludir, mas, pelo contrário, desejar assumi-la, porque nela encontra o melhor antídoto contra um certo «espírito de seriedade» que predomina no ensaísmo frustre e engravatado da erudição institucionaliza da (…) Mas o principal, o que real mente é novo na nossa crítica literária, é a capacidade invulgar de nos ensinar a ler, de saber guiar uma leitura, que David Mourão-Ferreira demonstra possuir, como já há muito sabíamos (desde Vinte Poetas Contemporâneos ou desde as suas aulas na Faculdade de Letras, tão decisivas na formação de muitos de nós). – Jacinto do Prado Coelho


SOBRE O AUTOR

David Mourão-FerreiraDavid de Jesus Mourão-Ferreira (1927-1996). Licenciou-se em Filologia Românica, em 1951, com uma tese sobre Sá de Miranda, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Publica os seus primeiros ensaios, designadamente nas revistas Seara Nova e Ocidente, e dirige as folhas de poesia Távola Redonda (1950). Entre 1957 e 1963 foi assistente da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde foi readmitido, como professor auxiliar, em 1970. Aí marcou várias gerações de estudantes na regência das cadeiras de Teoria da Literatura e de Literatura Portuguesa. O ano de 1969 marca o início do programa televisivo «Imagens da Poesia Europeia». Em 1974-75 foi director do jornal A Capital e logo a seguir director-adjunto de O Dia; entre 1984 e 1986 foi presidente da Associação Portuguesa de Escritores, e, em 1991, presidente do Pen Club Português. Da sua bibliografia destacam-se as obras: Gaivotas em Terra (1959); In Memoriam Memoriae (1962); Os Amantes (1968); Um amor feliz (1986).


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar