Contos do Mar e da Terra

Contos do Mar e da Terra de Guilherme Couvreur D' Oliveira

“Quando o vapor apitava ao dobrar a bóia de fora, e o som chegava ao povo onde elas habitavam, quem sabe se esse sinal não servia para afugentar aqueles que partilhavam das caricias das mulheres, a quem êle dava o dinheiro, que tanto lhe custava a ganhar?» – Excerto

10,00 

informação do livro

Contos do Mar e da Terra de Guilherme Couvreur D’ Oliveira. Tipografia e Encadernação «A Portuense». Porto, 1945, 245 págs. Mole.

[Dedicatória do autor]

“Quando o vapor apitava ao dobrar a bóia de fora, e o som chegava ao povo onde elas habitavam, quem sabe se esse sinal não servia para afugentar aqueles que partilhavam das caricias das mulheres, a quem êle dava o dinheiro, que tanto lhe custava a ganhar?» – Excerto

Peso 230 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja