Como a Alemanha Perdeu a Guerra

Carlos Ferrão

Indisponível

Título: Como a Alemanha Perdeu a Guerra
Autor: Carlos Ferrão
Edição: Século
Ano: s.d.
Páginas: 320
Encadernação: Mole

Categoria: Etiqueta:

SOBRE
A Alemanha perdeu a guerra que desencadeara em 1 de Setembro de 1939, ao fim de cinco anos e oito meses de luta. As suas vitórias iniciais, vitórias espectaculosas que pareciam anunciar a era da hegemonia germânica na Europa e no mundo, apareceram transformadas, a partir de certo momento, em derrotas sucessivas e irremediáveis. Este livro explica como se operou essa transformação radical no curso das batalhas travadas pelos exércitos alemães e como estes acabaram por ser completamente batidos pela superioridade dos seus adversários.

Os motivos de ordem militar, política, económica e psicológica que levaram a Alemanha a aceitar, com todas as consequências, o principio de rendição incondicional ainda não tinham sido revelados entre nós. Alguns deles faziam sentir os efeitos antes mesmo de se ter tornado inevitável a rendição incondicioná-lo. Outros surgiram durante as semanas que a precederam de perto. De todos tra-la pormenorizadamente este livro que constitui uma explicação fundamentada das causas do derrota do Reich na guerra que provocou.


PREFÁCIO

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.


SOBRE O AUTOR

Autor DesconhecidoCarlos Ferrão (1898-1978). Jornalista e historiador. Professor na Casa Pia. Destaca-se como cronista da guerra, tendo dirigido a edição de História da Guerra, em 1944.Traduz as memórias de Churchill. Defensor da I República. Diretor de Vida Mundial, revista que nas décadas de sessenta e setenta deste século constitui um marco na imprensa portuguesa, como semanário político e de análise das relações internacionais, onde também se publicam fundamentais arquivos do processo político da I República. Bibliófilo, reúne uma biblioteca de 42 000 volumes que, em 1976, vende ao Ministério da Comunicação Social. Da sua bibliografia destacam-se as obras: Como a Alemanha Perdeu a Guerra; Em Defesa da República (1963); O Integralismo e a República. Autópsia de um Mito (1964) A Obra da República. Reformas de Instrução, Defesa do Ultramar, Perfis de Republicanos (1966).


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar