Asas Quebradas

«No meio de jardins e montes que ligam a cidade de Beirute ao Líbano, há um pequeno templo, muito antigo, escavado na rocha branca e circundado de oliveiras, amendoeiras e salgueiros. Embora este templo esteja a meia milha da estrada principal, no tempo da minha história, muito poucas pessoas interessadas em relíquias e ruínas antigas o visitaram»

Asas Quebradas de Kahlil Gibran

A beleza das árvores, o luar, o silêncio profundo, tudo à minha volta parecia feio e horrível. A verdadeira luz, que me mostrou a beleza e maravilha do universo, estava convertida numa grande chama de fogo que cauterizava o meu coração; e a Música Eterna, que eu costumava ouvir, tornou-se um clamor mais assustador que o rugido de um leão.

Cheguei ao meu quarto e, como uma ave ferida abatida por um caçador, caí na minha cama a repetir as palavras de Selma: – Senhor Deus, tem piedade de mime repara as minhas asas quebradas.

5,00 

informação do livro

Título: Asas Quebradas
Autor: Kahlil Gibran
Edição: Livros de Vida
Colecção | Nº: Espiritualidades
Ano: 1998
Páginas: 96
Encadernação: Mole
Tradução: José Luís Santos
Depósito Legal: 118877/97
ISBN: 972-760-038-7

Alfarrabista

 

Sem apontamentos

A beleza das árvores, o luar, o silêncio profundo, tudo à minha volta parecia feio e horrível. A verdadeira luz, que me mostrou a beleza e maravilha do universo, estava convertida numa grande chama de fogo que cauterizava o meu coração; e a Música Eterna, que eu costumava ouvir, tornou-se um clamor mais assustador que o rugido de um leão.

Cheguei ao meu quarto e, como uma ave ferida abatida por um caçador, caí na minha cama a repetir as palavras de Selma: – Senhor Deus, tem piedade de mime repara as minhas asas quebradas.

Peso 130 g

sugestões do alfarrabista

0
    0
    Carrinho
    Carrinho VazioRegressar à Loja