A Praça da Canção

Manuel Alegre

Indisponível

Título: A Praça da Canção
Autor: Manuel Alegre
Edição: Centelha
Colecção | Nº: Nosso Tempo – Poesia | 11
Ano: 1975
Páginas: 155
Encadernação: Mole

Categoria: Etiqueta:

SOBRE
Praça da Canção, um livro de poemas escrito por um homem que esteve na guerra, na cadeia e no exílio, faz 50 anos e continua ‘vivo’, com sucessivas reedições. Nunca em Portugal, logo que saiu, em vida do seu autor, um livro de versos terá sido tão lido, tão cantado e tão marcante. Histórias da sua génese, destino e repercussão e testemunhos do impacto dessa obra, bandeira da luta contra a ditadura e revelação de um escritor cuja obra com o tempo se alargou e aprofundou, são apresentados num dossier especial do nº 1151 do Jornal de Letras, que aqui retomamos.


SOBRE O AUTOR

Manuel Alegre de Melo Duarte

(1936)

Escritor e Político. O seu trisavô organizou a primeira revolta contra D. Miguel e o seu avô materno foi um dos fundadores da República. Nesta tradição, Alegre lutou contra a ditadura de Salazar e opôs-se à Guerra Colonial (na qual, em todo o caso, optou por participar).
Estudante de Direito na Universidade de Coimbra, participou em rebeliões contra a ditadura; mobilizado, em 1962, para a guerra ultramarina, dirigiu em Angola uma tentativa de revolta contra a guerra colonial. De volta a Portugal, colaborou, na clandestinidade, em ações de luta contra o regime, sendo obrigado a exilar-se, a partir de 1964, em Paris, e posteriormente, na Argélia, empenhando-se em iniciativas de resistência a partir do exterior e sendo eleito dirigente da Frente Patriótica de Libertação Nacional.
Regressado a Portugal, após o 25 de abril de 1974, aderiu ao Partido Socialista, vindo a tornar-se deputado à Assembleia da República em várias legislaturas e tendo sido secretário de Estado no primeiro governo constitucional.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar