Publicado em

Pedido de Demissão de Salazar

Dias Comuns I

A 11 de Novembro de 1966, um grupo de mais de cem individualidades portuguesas, de diferentes quadrantes da oposição, apresentam uma petição ao Presidente da República, Américo Thomas, onde denunciam a política do regime, tantos nas colónias como em Portugal. Propõem a demissão de António Oliveira Salazar, e a formação de um governo de união nacional por representantes de todos os grupos políticos e das forças Armadas.

Sobre este documento, escrevia José Gomes Ferreira, no seu Diário (Dias Comuns I – Passos Efémeros:):

2 de Dezembro
Dias Comuns I“O Namora contou-me hoje, no Martinho, que a Censura recebeu ordens para cortar todas as notícias sobre os livros dele (Namora), do Abelaira, do Tengarinha e de outros escritores que assinaram o documento entregue na Presidência a pedir a demissão de Salazar.

Não mo deram para assinar, talvez porque suspeitassem da repugnância que sinto em subscrever documentos exclusivamente políticos.

– Estava resolvido a recusar a minha assinatura… -expliquei hoje aos amigos. – Mas – quem sabe? – se mo trouxessem, talvez acabasse por assiná-lo, por covardia.
– Foi essa exactamente a razão porque eu o assinei… – confessou o Abelaira como num romance (dele.)