Publicado em

Mário Braga

Licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas na Universidade de Coimbra, em 1947.
Durante dois anos foi professor, sendo, depois, chefe da secretaria e administrador de um estabelecimento de assistência materno-infantil, onde permaneceu até sair de Coimbra.
Após o 25 de Abril, foi Director Geral da Divulgação Cultural.
Opositor ao Estado Novo, participou no MUD e em todas as eleições permitidas pelo regime.
Permaneceu como editor de Vértice de Maio de 1947 a Setembro de 1970, tendo mantido, quase sózinho, a publicação da revista durante vários anos, e escrevendo, por vezes, a maior parte dos artigos de cada número.
Colaborou nos jornais Diário de Coimbra, Gazeta de Coimbra, Gazeta Musical e de Todas as Artes, A Capital, Diário Popular, O Primeiro de Janeiro e na revista Seara Nova.
Recebeu o Prémio Ricardo Malheiros da Academia das Ciências de Lisboa de 1960.