Publicado em

Carlos Margaça Veiga

CARLOS JOSÉ MARGAÇA VEIGA nasceu a 17 de Março de 1941, em Runa, no concelho de Torres Vedras, onde passou a infância e frequentou o ensino primário e secundário, que acabou já em Lisboa. É Licenciado em História e Doutor em História Moderna pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, grau que obteve com a defesa da tese Poder e Poderes na Crise Sucessória Portuguesa (1578-1581). É académico de número da Academia Portuguesa da História e do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro do Rio de Janeiro e membro da Associação dos Arqueólogos Portugueses e do Conselho Nacional de Educação.
A trajectória da sua investigação tem-se centrado em temáticas relacionadas com o ocaso da dinastia de Avis e o governo dos Áustrias de Espanha em Portugal, também conhecido por Época Filipina. Neste âmbito, entre outros trabalhos, publicou A Herança Filipina em Portugal, CTT – Correios de Portugal, 2005 (Prémio Calouste Gulbenkian, História da Presença de Portugal no Mundo – Academia Portuguesa da História); «A crise de 1578-1580 e a perda da independência» e «O Governo Filipino (1580-1640)», in História de Portugal, dir. João Medina, 1993, vols. VI e VII; «Entre o rigor do castigo e a magnanimidade da clemência: os perdões concedidos por Filipe II a Portugal» in Mare Liberum, 1995; «Os cerimoniais da morte e aclamação de Filipe I e Filipe II na cidade de Lisboa: a conflitualidade entre o Rei e o Reino», 2004; «Do Rei que morre ao Rei que vive: de D. Manuel ao ocaso da dinastia de Avis – tristeza e júbilo em Viana da Foz do Lima», 2004.
Participou em congressos, colóquios, jornadas e simpósios com estudos que se encontram nas respetivas atas, entre os quais se contam “D. Pedro de Castilho: esboço de uma carreira no governo espanhol de Portugal”, in Primeiras Jornadas de História Moderna – Faculdade de Letras de Lisboa; “Reforma Tridentina e conflitualidade: o litígio entre o bispo da Guarda, D. João de Portugal, e o Cardeal D. Henrique”, in Amar, Sentir e Viver a História. Estudos de Homenagem a Joaquim Veríssimo Serrão; “D. Manuel de Almada, bispo de Angra: sua trajetória político-social e religiosa (? – 1580) ” in Lusitânia Sacra, nº 15.