Publicado em

Antevisão dos Destaques de 9 de Setembro de 2020

Antevisão dos Destaques de 9 de Setembro de 2020 (1)

De entre as obras que irão ser lançadas amanhã, dia 9 de Setembro, destacamos a presença pela primeira vez de um livro da autoria do poeta estremocense João Silva Tavares (1893-1964). Apesar de ter uma bibliografia repleta de inúmeros títulos, o seu nome ficou sobretudo ligado ao Fado, ou não tivesse sido ele o autor de um dos fados mais importantes de Alfredo Marceiro, a “Casa da Mariquinhas”, ou “Que Deus me Perdoe” de Amália Rodrigues. A obra que teremos disponível intitula-se “Cantigas de Mal-Dizer” (1942).

 

Antevisão dos Destaques de 9 de Setembro de 2020 (2)Presença sempre assídua no nosso catálogo a escritora Simone de Beauvoir (1908-1986) regressa com a obra “Sangue dos Outros”, o segundo romance da autora, um “romance de uma beleza sombria” onde são abordados “as ilusões de uma geração e de um século, por sobre o entusiasmo militante e um pouco fútil do período da Frente Popular”. Apesar de ser um romance de 1945, só conheceu uma edição portuguesa em 1985 pela chancela da Dom Quixote.

 

 

Para quem desejar “apreender a essência da sociedade feudal, a formação dos laços de dependência, as classes sociais e o governo dos homens, numa palavra, a evolução do senhorio e da feudalidade”, vai estar disponível a obra “Sociedade Feudal” do historiador francês Marc Bloch (1886-1944). De recordar que este historiador a par de Lucien Febvre fundou a “Escola dos Annales” na qual os punham em causa toda a historiografia tradicional,  ambicionando substituir uma visão demasiadamente política e institucional da História, por uma História mais vasta, que incluísse todas as actividades humanas; uma perspectiva da História menos ligada à narrativa dos acontecimentos e mais ligada à análise das estruturas.