Selected Writings

15,00 

Título: Selected Writings
Autor: Jean Baudrillard
Edição: Polity Press
Ano: 1998
Páginas: 230
Encadernação: Mole
ISBN: 0-7456-0586-9
Obs.: Com assinatura de posse.

 

SINOPSE
The topical and controversial French theorist Jean Baudrillard has played a role in the development of critical social theory and cultural sociology and his writings are currently at the centre of the “post-modernism” debate. This volume makes his most important work widely available in English for the first time. It includes selections from the entire range of his writings, from his early work on advertising and commodity culture to his most recent writings on simulation and desire. Throughout the book Baudrillard is concerned to stress the ways in which our lives are embedded in a world of images which have no clear referents, and which are reproduced by the new mechanisms of cultural production in contemporary societies. The central themes of Baudrillard’s work are outlined in a lucid introduction by Mark Poster. This book should be of interest to anyone interested in contemporary French theory, in social and cultural theory, and in the cluster of issues surrounding the post-modernism debate as well as students and academics in sociology, media and cultural studies, literature, and in the social sciences and humanities more generally.


SOBRE O AUTOR

Sociólogo francês, Jean Baudrillard nasceu a 29 de julho de 1929, em Reims, e faleceu a 6 de março de 2007, em Paris. Inicialmente apontado como o sociólogo da sociedade do consumo, tornou-se um influente teórico da pós-modernidade. Nos seus trabalhos dos anos 60 é clara uma influência marxista, a que não é alheia a euforia associada aos eventos de maio de 68. Posteriormente, a sua obra denota um afastamento progressivo do marxismo acabando por libertar as suas análises sociais da primazia dos fatores económicos. Enquanto crítico da desatenção que a teoria económica marxista deu ao fator consumo, Baudrillard analisou em profundidade a sociedade de consumo e a comunicação de massas. As diferentes vertentes de análise da sociedade de consumo mereceram a atenção de Baudrillard: análise da produção, análise das trocas e análise do consumo de símbolos e signos.
A sociedade atual está organizada a partir do consumo, e já não a partir da produção, o que retira às categorias económicas de necessidade, satisfação, distribuição e lucro a primazia na análise da natureza e da função dos bens. O desejo de bens do consumidor não se dirige aos objetos em si, sendo antes um desejo de inclusão dentro do sistema de consumo. Para este autor, a manipulação ativa dos signos, com a infinita reprodução e a sobreprodução de imagens e signos, apagou toda a distinção entre o real e a imagem. A perda de significados estáveis que daí deriva tem sido avançada como uma característica das sociedades pós-modernas. Baudrillard analisou as fases históricas que conduziram a esta situação. Numa primeira fase, o signo reflete uma realidade. Numa segunda fase, o signo mascara e perverte uma realidade. Numa terceira fase, o signo mascara a ausência de uma realidade e numa quarta fase o signo não tem qualquer relação com nenhuma realidade; ele é o seu próprio simulacro. Esta é a fase em que se encontra a sociedade atualmente.
As suas obras principais: Le Système des Objets (1968); La Societé de Consommation: ses mythes et ses Structures (1970); Pour une Critique de l’Économie du Signe (1972); Le Miroir de la Production ou l’Illusion Critique du Matérialisme Historique (1973); L’Échange Symbolique et la Mort (1976); De la Séduction (1979); Simulacres et Simulation (1981); Le Crime Parfait (1995); Le Paroxyste Indifférent (1997).


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar