Não Se Nasce Soldado

Indisponível

Título: Não Se Nasce Soldado
Autor: Konstantin Simonov
Edição: Arcádia
Colecção | Nº: Encontro Especial | 4 e 10
Ano: s.d.
Páginas: 2 vols
Encadernação: Dura
Capa: Sebastião Rodrigues
Tradução: Natália Nunes
Título Original: On Ne Nait Pas Soldat

SINOPSE
Um ano se passou desde o começo da guerra, e a primeira grande ofensiva de inverno soviético, tão notavelmente retratada em “Os Vivos e os Mortos”. Um ano de encarniçados combates, no curso do qual o exército russo teve tempo de se recobrar e atingir um inimigo ainda temível com uma série de golpes dos quais Estalinegrado será o mais decisivo e marcará o ponto de partida da derrota alemã. “Não se Nasce Soldado” subdivide-se em dois volumes que retratam respectivamente a preparação do assalto final e a capitulação dos exércitos alemães. Assim se completa a panorâmica total da guerra a leste, na sua visão romanesca sem dúvida mais importante.


SOBRE O AUTOR

Konstantin Mikailovitch Simonov, um dos maiores escritores soviéticos, nasceu em 1915, em Petrogrado, filho de um oficial. Ao terminar os estudos secundários, foi operário, ao mesmo tempo, porém, que frequentava o Instituto de Literatura Gorki, em Moscovo, onde se diplomaria em 1938. A sua carreira literária começou em 1934, como poeta, tendo em 1938 publicado o primeiro volume de versos (Os Homens Verdadeiros). Em 1940 estreou-se como dramaturgo, continuando a escrever peças de teatro, versos, ensaios e contos durante todo o período da guerra, que acompanhou diariamente na frente, como correspondente do jornal Krasnaia Zvezda. No final da guerra estreia-se como romancista com “Os Dias e as Noites de Estalinegrado”, prosseguindo com “Companheiros de Armas” (1952), “Os Vivos e os Mortos” e “Não se Nasce Soldado”, romance em dois volumes que completa o anterior.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar