A Porta dos Limites

Urbano Tavares Rodrigues

Indisponível

Título: A Porta dos Limites
Autor: Urbano Tavares Rodrigues
Edição: Empresa Nacional de Publicidade
Ano: 1952
Obs.: 1ª Edição. Autografado pelo Autor.

EXCERTO

“Desgarrada, no centro dum silêncio luminoso, pulsava uma fonte primeiro império. O sorriso do mar, vagamente nostálgico à beira do cais, sereno, sob o calor do sol, através das vielas interiores… Ruas provincianas, em sossego, ruas sinuosas, estreitas e até por calcetar, onde se encontram, ao abandono, entre o casario pobre, rebocado, alguns arcos duplos, janelas geminadas, antifos edifícios nobres, com frontões de estilo…”


SOBRE O AUTOR

Urbano Tavares RodriguesUrbano Tavares Rodrigues não é apenas o grande escritor do Alentejo, das suas gentes e das suas paisagens, é também o romancista e contista de Lisboa e de outras atmosferas cosmopolitas que, como jornalista e professor universitário, bem conheceu, viajando por todo o mundo.
Catedrático jubilado da Faculdade de Letras de Lisboa, membro da Academia das Ciências, tem uma obra literária e ensaística muito vasta e traduzida em inúmeros idiomas, do francês e do espanhol ao russo e ao chinês. Obteve diversos prémios, entre eles o de Vida Literária da Associação Portuguesa de Escritores, o prémio Fernando Namora, o Ricardo Malheiros da Academia das Ciências, etc.
De entre os seus maiores êxitos de crítica e de público, lembramos A Noite Roxa, Bastardos do Sol, Os Insubmissos, Imitação da Felicidade, Fuga Imóvel, Violeta e a Noite, O Supremo Interdito, Nunca Diremos Quem Sois, A Estação Dourada.
Urbano Tavares Rodrigues, que foi afastado do ensino universitário durante as ditaduras de Salazar e Caetano, participou ativamente na resistência e foi preso e encarcerado por várias vezes nos anos sessenta.
Faleceu no dia 9 de agosto de 2013, em Lisboa.