A Diabólica Casa Isolada

Indisponível

Título: A Diabólica Casa Isolada
Autor: Agatha Christie
Edição: Livros do Brasil
Ano: s.d.
Páginas: 460
Encadernação: Dura
Capa: A Pedro
Tradução: Baptista de Carvalho
Título Original: Peril at the End House

 

Em stock

SINOPSE
A diabólica casa isolada e os treze problemas são, na verdade, duas obras literárias da famosa escritora Agatha Christie reunidas no mesmo volume. Na primeira, A diabólica casa isolada, Hercule Poiroit vai investigar um caso que anda à volta de uma bela jovem, Nick, que é proprietária de uma casa isolada e que vai ser vitima de vários atentados contra a sua vida. Cabe ao famoso detective e ao seu fiel companheiro, Hastings, desvendar o mistério e descobrir quem deseja ver a bela rapariga morta.
No segundo texto, a acção baseia-se num grupo de pessoas que se reúnem e tenta resolver enigmas, mistérios, aparentemente inexplicáveis e sem solução. Foi-lhes dado o nome de “Clube nocturno das Terças-Feiras” e reuniam-se em casa da conhecida Miss Marple, uma “velha senhora” que nunca saíra do local onde nascera, St Mary Mead, mas que possuía uma grande capacidade de raciocínio e um grande conhecimento da natureza humana, pois afinal “os seres humanos são idênticos em todo o mundo”. Contra todas as expectativas, é esta idosa que resolve todos os 13 problemas aparentemente insolúveis.


SOBRE O AUTOR

Agatha ChristieAgatha Christie nasceu Agatha May Clarissa Miller, em Torquay, na Grã-Bretanha, em 1890. Durante a I Guerra Mundial, prestou serviço voluntário num hospital, primeiro como enfermeira e depois como funcionária da farmácia e do dispensário. Esta experiência revelar-se-ia fundamental, não só para o conhecimento dos venenos e preparados que figurariam em muitos dos seus livros, mas também para a própria concepção da sua carreira na escrita. Com o seu segundo marido, o arqueólogo Max Mallowan, Agatha viajaria um pouco por todo o mundo, participando activamente nas suas escavações arqueológicas, nunca abandonando contudo a escrita, nem deixando passar em claro a magnífica fonte de conhecimentos e inspiração que estas representavam.
Autora de cerca de 300 obras (entre romances de mistério, poesia, peças para rádio e teatro, contos, documentários, uma autobiografia e seis romances publicados sob o pseudónimo de Mary Westmacott), viu o seu talento e o seu papel na literatura e nas artes oficialmente reconhecidos em 1956, ano em que foi distinguida com o título de Commander of the British Empire. Em 1971, a Rainha Isabel II consagrou-a com o título de Dame of the British Empire. Deixando para trás um legado universal celebrado em mais de cem línguas, a Rainha do Crime, ou Duquesa da Morte (como ela preferia ser apelidada), morreu em 12 de Janeiro de 1976. Em 2000, a 31st Bouchercon World Mistery Convention galardoou Agatha Christie com dois prémios: ela foi considerada a Melhor Autora de Livros Policiais do Século XX e os livros protagonizados por Hercule Poirot a Melhor Série Policial do mesmo século.


OBRAS DO AUTOR


RELACIONADOS


Voltar