Publicado em

Michael Cunningham

Escritor norte-americano, Michael Cunningham nasceu a 6 de Novembro de 1952, na cidade de Nova Iorque. Cresceu e estudou em Cincinnati, no estado do Ohio onde, com apenas quinze anos de idade, tomou a decisão de se tornar escritor, ao ler Mrs. Dalloway de Virginia Woolf, num volume que uma apaixonada o desafiara a ler.
Terminando o ensino secundário, ingressou na Universidade de Stanford como estudante de Literatura Inglesa, conseguindo o seu diploma em 1975. Transitou depois para a Universidade de Iowa, de onde obteve em 1980 um mestrado em Belas Artes.
Em 1989 viu o seu conto ‘White Angel’ ser escolhido para uma antologia, reunindo as melhores obras do género desse ano, o Best American Short Stories 1989. Publicou o seu primeiro romance no ano seguinte, com o título A Home At The End Of The World (1990). A obra contava a história de um triângulo amoroso invulgar, entre dois homens homossexuais e uma amiga mútua, e ganhou reconhecimento imediato por parte da crítica. Como resultado deste sucesso, Cunningham ganhou uma bolsa atribuída pela Fundação Guggenheim no ano de 1993.
Seguiu-se o aparecimento de Flesh And Blood (1995), romance em que o autor descrevia os problemas da família Stassos, apresentando uma perspectiva original das relações entre o passado e o futuro.
Em 1998 publicou The Hours, obra em que Cunningham prestava homenagem ao romance que inspirou a sua carreira, Mrs. Dalloway. Repartindo a acção entre a Greenwich Village dos Anos 80, Los Angeles da década de 40 e a Londres de Virginia Woolf, o livro foi visto pela crítica como um projecto ambicioso, mas bem sucedido, o que se confirmou com a atribuição dos prémios Pulitzer e Pen/Faulkner na categoria de Ficção. The Hours foi adaptado para cinema no ano de 2002, com nomes como Nicole Kidman, Meryl Streep e Julianne Moore no elenco.
Publicou Land’s End: A Walk Through Provincetown em 2002, obra que estudava uma comunidade de artistas residindo numa pequena localidade de Cape Cod. Vive em Nova Iorque.