Publicado em

José Vitorino de Pina Martins

José Vitorino de Pina Martins licenciado pela Universidade de Coimbra em 1947, ensinou nas Universidades de Roma (La Sapienza) de 1949 a 1955 e de Poitiers de 1955 a 1962. Inicou a partir deste ano a sua docência na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa onde, em 1965, fez parte, com Vitorino Nemésio e Paulo Quintela, da Comissão Nacional do Centenário de Gil Vicente. Depois de orientar em 1972 na Biblioteca Nacional de Lisboa a Exposição “Os Lusíadas”, foi para Paris dirigir o Centro Cultural Gulbenkian, donde regressou em 1983, convidado pela Universidade de Lisboa como seu professor catedrático e pela Fundação Calouste Gulbenkian como director do seu Serviço de Educação. De 1974 a 1983 tivera a seu cargo a cátedra de Civilização Portuguesa na École des Hautes Études da Sorbonne (Sciences Historiques et Filologiques) como “chargé de conférences”. Doutor de Estado pela Universidade de Paris (1974) aprovado com a mais alta classificação por um júri presidido por Marcel Bataillon, foi eleito em 1978 sócio da Academia das Ciências de Lisboa à qual presidiu durante seis anos. Sócio de outras sociedades científicas portuguesas e estrangeiras como a Academia dei Lincei de Roma (1989) e Brasileira de Letras (1999), é Doutor h. c. da Universidade de Lisboa (1991) e da Academia das Ciências da Rússia (1996). Publicou mais de 300 estudos sobre o humanismo português e a cultura europeia do Renascimento.